Congonhas

Cidade dos Profetas – Congonhas

A cidade dos profetas
Escrito por Antonio JR

Cidade dos Profetas – Congonhas

A famosa cidade dos profetas e suas esculturas esculpidas em tamanho real por nada mais nada menos que Antonio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, estão no Santuário do Bom Jesus do Matosinhos, na cidade de Congonhas, Minas Gerais. Cidade que faz parte do circuito da Estrada Real, fica a 60 quilômetros de Belo Horizonte, sentido Rio de Janeiro pela BR 040.

A cidade dos profetas

Informações Turísticas na entrada da cidade – Cidade dos Profetas

A igreja, assim como todo o Santuário Bom Jesus do Matosinhos, em estilo rococó, foram construídos entre os anos de 1957 e 1972. Primeiramente o Santuário foi tombado pelo IPHAN em 1939 e em 1985 foi declarado Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO.

A cidade dos profetas

Vista da igreja – Cidade dos Profetas

A cidade dos profetas

Igreja e Profeta – Cidade dos Profetas

Há uma bela igreja e seus profetas fazem do lugar um destino que merece ser visitado por quem está fazendo o roteiro das cidades históricas mineiras. Para os fotógrafos de plantão, é um prato cheio para excelentes ângulos e criativas imagens.

A cidade dos profetas

Profeta – Cidade dos Profetas

Recomendo passar um dia rodando pelas (poucas) ruas históricas da cidade e visitar a Igreja Nossa Senhora da Conceição, depois, morro acima já no Santuário, se encantar pela Igreja e por cada uma das seis capelas espalhadas no Santuário, assim como suas obras de arte ou então, descansar pelo lindo gramado que compõe o lugar. Não acho a cidade atraente e caso esteja com pouco tempo, recomendo seguir direto para o Santuário. Além do que foi falado acima, várias lojinhas espalhadas por toda parte, apresentando o belo artesanato mineiro e seus simpáticos vendedores, também não podem escapar do seu roteiro.

A cidade dos profetas

Igreja N. S. da Conceição – Cidade dos Profetas

A cidade dos profetas

Ruas históricas – Cidade dos Profetas

A cidade dos profetas

Capelas do Santuário – Cidade dos Profetas

Se for passar o dia e quiser saborear uma bela comida mineira, pode almoçar no restaurante Casa da Lareira que fica ali mesmo, próximo ao Santuário.

Veja aqui algumas curiosidades sobre a cidade de Congonhas, você vai adorar. Esse texto foi extraído do site do Circuito do Ouro e pode ser acessado clicando aqui!

Veja as curiosidades da cidade dos profetas:

#1 – Congonhas reúne o maior conjunto da arte barroca do Mundo. Ao todo são 78 esculturas assinadas pelo Mestre Aleijadinho.

#2 – Por serem feitas em pedra sabão, as esculturas dos Doze Profetas são motivo de grande preocupação para a cidade. Afinal, com o passar do tempo elas sofrerão um desgaste natural.

#3 – O nome dos Doze Profetas representados por Aleijadinho são: Naum, Habacuque, Jonas, Amós, Abdias, Joel, Oséias, Daniel, Ezequiel, Baruc, Jeremias e Isaías.

#4 – Guias locais ficam na região da Basílica e estão à disposição para serem contratados. Com grande bagagem cultural, eles são capazes de contar sobre a história do escultor, sua postura política,  personalidade e, claro, sobre as obras.

#5 – As esculturas dos Doze Profetas foram criadas em apenas cinco anos. Ao longo desse período o Mestre Aleijadinho já sofria sérias limitações físicas por causa de uma doença degenerativa.

#6 – Dentre as doze esculturas dos Profetas, a de Daniel é uma das mais importantes. Afinal, ela foi feita com uma única pedra, ou seja, é monolítica. Além disso, ela é a maior do conjunto.

#7 – O nome da cidade de Congonhas significa “Zona em que o mato desaparece: campo.” Isso porque no município existe a planta congonha, um arbusto medicinal e ornamental. A palavra Congõi (Congonhas) é de origem Tupi-guarani, mas em outras versões ela significa, COA=mato; NHONHA=sumido.

Veja nossa galeria de fotos:

Sobre o autor

Antonio JR

Sou um amante da natureza e de esportes outdoor. Corredor de montanha, sou um aficionado por trilhas e terrenos acidentados. Tenho um carinho por tudo que envolve arte e a música é outra atividade que me libera endorfina. Um apaixonado pelo mundo, acredito no poder transformador de cada viagem e com elas adquiro vivência e experiência para minha vida.

Deixe um comentário