Barcelona: Seguindo os Passos de Gaudí

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O arquiteto catalão Antoni Gaudí i Cornet é famoso em todo o mundo por seu imenso talento e liderança no modernismo. Muito da obra de Gaudí é visitada por milhões de pessoas todos os anos em Barcelona. 

O brilhante arquiteto inventou uma linguagem arquitetônica única, pessoal e sem precedentes, sempre difícil de qualificar. Inclusive, um dos sentimentos mais fortes ao visitar os monumentos de Gaudí é o interesse iminente por entender como ele pensava.

Além de admirar, ao visitar esses lugares, você terá a oportunidade de aprender tanto sobre a vida de Gaudí, quanto sobre o modernismo. 

Já Barcelona, uma cidade riquíssima em cultura, oferece uma infinidade de possibilidades: desde praias, aos museus mais bonitos da história Catalã.

A cidade não parou no tempo, mas também não deixou de preservar sua atmosfera animada e seus monumentos históricos. 

Neste post, vamos apresentar os principais pontos da obra de Gaudí em Barcelona. No final, aproveite para salvar o mapa em seu celular e percorrer o trajeto como preferir. 

La Sagrada Familia

building tower

Sem dúvida alguma, a Sagrada Família é uma das obras mais emblemáticas, não só de Gaudí, mas também de Barcelona. Não é por acaso que a basílica é reconhecida como uma das maiores realizações do modernismo catalão. 

A fama deste grande monumento pode ser explicada pelo fato de sua construção ser inacabada. Ou seja, Gaudí nunca a viu terminada, pois morreu antes que as obras chegassem ao fim. 

O interior da basílica é uma verdadeira explosão de cores, com vitrais que transformam a luz em feixes coloridos. 

La Casa Batlló

A Casa Batlló fica localizada em um passeio obrigatório em Barcelona: Passeig de Gràcia. Trata-se de outro monumento dos mais renomados que foram construídos por Gaudí. 

A casa que vemos hoje é resultado de uma reforma que a família Batlló encomendou do arquiteto catalão. O projeto elaborado por Gaudí foi inspirado pela natureza e é caracterizado por formas sinuosas na fachada, um pátio luminoso e o telhado. 

Uma vez ali, não deixe de notar a abóbada que evoca a coluna vertebral de um dragão. É uma das obras mais impressionantes de Gaudí.

Palácio Güell

O Palácio Güell, encomendado pelo patrono de Gaudí, é considerado um dos primeiros edifícios modernistas do mundo. Ele foi inaugurado pela Exposição Universal de Barcelona, em 1888. 

O palácio fica nos arredores de La Rambla de Barcelona e se desenvolveu em uma superfície de 2.800 m². 

Ao observar a fachada, verá duas obras de ferro em forma de serpentes, uma fênix e o brasão da Catalunha. 

Le Park Güell 

Você certamente vai concordar que é impossível sair de Barcelona sem ter ido ao Park Güell. Afinal, é de lá que se tem uma das vistas mais bonitas da capital catalã. O parque tem tem uma parte cujo acesso é livre, mas você vai precisar de ingressos para entrar nas áreas onde a arte de Gaudí pode ser admirada.

O Güell é o lugar onde você poderá até mesmo tocar as obras de Gaudí se for aos “trencadís”, mosaicos que seguem as ondas do banco, na parte superior do parque. 

Além disso, note que a inspiração para construir o parque também veio da natureza, por isso mesmo o lugar é repleto de formas e representações do mundo animal, como o camaleão que está próximo à entrada.

Casa Milà

Assim como a Casa Batlló, a Casa Milà também fica no distrito Paseo de Gracia, na rua Provenza. Também chamado de “La Pedrera”, este edifício foi encomendado por Pere Milà, um empresário têxtil que pertencia à burguesia catalã. 

Gaudí decidiu usar um estilo naturalista com formas e símbolos fluidos (a fachada é na verdade ondulada).Acredite, você não perde por esperar a vista do telhado da Casa Milà!

Casa Vicens

Manuel Vicens encomendou a Gaudí o projeto da Casa Vicens, sua segunda residência no distrito de Gràcia, que no final do século XIX era uma verdadeira vila. 

Este edifício único apresenta influências da arquitetura persa, bizantina e mudéjar, algo facilmente visto nas muitas cerâmicas que evocam o tipo árabe. A casa 

Casa Calvet

O projeto da Casa Calvet, que fica no número 48 da Casp Street, é um pouco mais conservador em comparação com outros edifícios de Gaudí. 

A casa ainda exibe a marca única do arquiteto modernista nos materiais utilizados para sua construção, como o ferro forjado, e em suas formas, inspiradas na natureza. No térreo, funciona um restaurante que fica aberto para visitação.

Colégio Santa Tereza

A poucos metros do centro da cidade encontra-se o Colégio Santa Teresa, uma das obras menos conhecidas de Gaudí, apesar de sua beleza evidente. 

O arquiteto assumiu o projeto já em andamento e teve que adaptar seu próprio estilo à disponibilidade econômica limitada das obras, respeitando o equilíbrio exigido por uma escola religiosa. A escola ainda funciona hoje.

Na prática – Mapa com a Barcelona de Gaudí

Agora que você já conhece um pouco sobre as principais atrações de Barcelona ligadas a Gaudí, por que não fazer uma visita temática pela capital da Catalunha? 

Afinal, Gaudí é um grande nome e sua obra faz valer cada momento. 

A grande dica é: não deixe de conferir as informações meteorológicas, nem de comprar ingressos antecipados. Barcelona, assim como muitas outras cidades, é um lugar sempre repleto de turistas. 

Você gosta de realizar tours temáticos? Quais você já fez? Quais tem vontade de fazer? Deixe um comentário e vamos conversar!

Posts Relacionados