São Paulo

O charme do Mercadão de São Paulo, o tumulto da 25 e um pedal noturno.

Mercadão de São Paulo
Escrito por Antonio JR

Em minha passagem por São Paulo, visitando a ABAV (Feira das Américas), passei um dia de folga e de  contrastes. Iniciei o dia com andanças e muitas andanças pela 25 de março. Calorias e algum dinheiro foram deixados ali, claro!

Mercadão de São Paulo:

Como não podia deixar de ser, parei pra fazer uma “boquinha” no Mercadão de São Paulo. Aromas e cores já foram me deixando com muita água na boca pelos corredores tumultuados. Com água na boca, fica ainda mais difícil não se render ao famoso pão com mortadela do Hocca Bar. O pecado de não comer faria a Gula sentir inveja. Meu pedido: um pastel de camarão, um bolinho de bacalhau e o tão esperado pão com mortadela. Afinal, eu tinha alguns créditos com minhas perdas calóricas.

Mercadão de São Paulo

super rango e o tradicional Pão com Mortadela

Mercadão de São Paulo

Vista do Mercadão de São Paulo

Mercadão de São Paulo

Muitas opções de gordices

Mercadão de São Paulo

Tradicional Hocca Bar

 

Pós almoço, como ultrapassei minha cota de consumo, era necessário tirar o prejuízo. E que prejuízo! Me aventurei então em um passeio ciclístico noturno com o pessoal do Pedal Paulista. Muito bacana. Foram três horas pelo centro de São Paulo e alguns outros bairros. No total, 36 km. Passamos por muitos pontos turísticos da cidade como a Estação da Luz, Avenida Paulista, Igreja da Sé, ruas do centro e muitos outros.

O pessoal do Pedal Paulista faz tudo organizadinho. É proibido pedalar sem equipamentos de segurança além deles estarem sempre acompanhando os grupos que vão se separando de acordo com o condicionamento físico. Eles criam barreiras de contenção para que carros não coloquem em risco a integridade dos ciclista. Achei sensacional. Você de “sampa”, deveria aderir a ideia!Mercadão de São Paulo

Veja mais fotos:

Sobre o autor

Antonio JR

Sou um amante da natureza e de esportes outdoor. Corredor de montanha, sou um aficionado por trilhas e terrenos acidentados. Tenho um carinho por tudo que envolve arte e a música é outra atividade que me libera endorfina. Um apaixonado pelo mundo, acredito no poder transformador de cada viagem e com elas adquiro vivência e experiência para minha vida.

2 Comentários

Deixe um comentário