Caminho de Santiago Destaques e Filosofia

O Caminho de Santiago. O que vi e aprendi?

O Caminho de Santiago
Escrito por Antonio JR

O caminho de Santiago. O que vi e aprendi?

Sobre o apóstolo Tiago:

Tiago foi um dos doze apóstolos de Cristo. Sua dedicada vida de pregação foi na região da Galicia. Quando retornou a Jerusalém foi decapitado no ano de 42 D.C. Seu corpo foi levado para a Galicia novamente onde foi sepultado.

No século IX, um camponês foi guiado por uma luz e encontrou os restos mortais de Tiago. A luz que mais parecia uma chuva de estrelas deu origem ao nome Compostela que tem exatamente esse significado: Chuva de estrelas. Ali, onde Tiago foi encontrado, foi construída uma capela que seria mais tarde a Catedral de Santiago e então começaram as peregrinações vindas de toda parte do mundo para O Caminho de Santiago.

O Caminho de Santiago

Detalhe peregrino

O Caminho de Santiago possui uma energia muito forte e desconhecida e, segundo a tradição, é essa faixa de energia que faz com que nós, peregrinos, busquemos novos olhares para todas as coisas da vida, movidos pela espiritualidade e pela fé. Os olhos se voltam para o interior e passamos a enxergar muitas coisas que não enxergávamos antes. Independentemente do que você procura no caminho ou do motivo que o leva a trilhá-lo, em um determinado momento é ele que começa percorrer você, trazendo algum tipo de transformação. É inevitável isso!

Não sei bem quando começou esta história. As coisas foram conspirando a favor desta proposta. No início, era apenas uma aventura com amigos por um local onde a história e a beleza se mostram exuberantes, depois um envolvimento espiritual muito grande. Os momentos de pesquisa, a leitura dos relatos e as questões religiosas que cercam o caminho foram construindo os alicerces dessa jornada.

O Caminho de Santiago

Beleza do Caminho

Os relatos de conquistas, as dificuldades encontradas, os propósitos (muitos) da peregrinação foram me fazendo enxergar um outro lado do caminho onde o misticismo se faz muito forte e presente.

As principais coisas que se aprende no caminho são: ter foco e objetivo, aproveitar seu tempo sozinho, não complicar as coisas, aprender com as vivências e convivências do caminho (com outros peregrinos). A gente aprende muito com o ser humano e suas histórias. O que se busca pode nem sempre ser encontrado, mas certamente o caminho acaba sendo uma limpeza da alma e do espírito. Quando estamos vazios, podemos nos encher novamente com coisas boas.

O Caminho de Santiago

Subida do Cebreiro

Forte sol, chuvas, às vezes turbulentas, quilômetros e mais quilômetros de distância, tudo isso faz com que o peregrino tenha cada vez mais foco e perseverança. A palavra que sempre o acompanha na mochila é superação.

Ter um objetivo e focar nele facilita e faz com que a busca pelo cumprimento das etapas seja feita sempre com sorriso no rosto, mesmo que, em algumas ocasiões, as condições adversas comecem a sobressair. Dores, machucados e cansaço… muito cansaço. Estes não impedem que a saudação universal do caminho seja dada com um sorriso no rosto. Ouvir um “buen camino” quando encontramos com outro peregrino além de gratificante é motivacional.

Existem vários motivos para se fazer o caminho. Uma aventura, uma viagem turística ou a simples atividade física. Acredito que, independente do motivo inicial, o peregrino não consegue deixar de se envolver com o magnetismo da prática religiosa e espiritual. Além do mais, não sabemos bem quando o caminho nos chama, você só percebe quando já existe dentro de você o desejo de fazê-lo. Deixar o conforto de sua casa, a presença de familiares e amigos e sua vida habitual em busca de novos olhares não é simples. Olhares que também observam a história do caminho que você percorre. As lindas igrejas e os castelos medievais possuem construções que impressionam e a força religiosa se faz presente e inerente.

O Caminho de Santiago

Amanhecendo no Caminho

Encontramos, nos peregrinos, várias motivações. Conversamos com jovens que buscam paz espiritual, alguns outros procuram um aprendizado para a vida. Uns estão atrás de aventura, outros acompanham seus parceiros nesta busca e começam a fazer o caminho despretensiosamente. Vimos pessoas com problemas físicos se superarem, fazendo de seus dias, uma busca por uma solução para problemas que desconhecemos. Cura e milagre também são propósitos que vimos nos peregrinos que conhecemos.

Não existe regra. São homens e mulheres, sozinhos ou em grupos, idosos e jovens, casais, pais e filhos, juntos. Sua principal companheira, a mochila também deve estar em plena harmonia com o peregrino. Mochila pesada é sinal que o bens materiais estão em excesso. É através dela que observamos ausências e sobras na nossa vida.

A vieira (concha) é o detalhe visto em cada mochila ou em cada bicicleta. Ela é o símbolo do caminho. Significa purificação e renascimento e por isso os peregrinos a carregam durante todo o trajeto. O patriotismo também é marca registrada pois os peregrinos também carregam consigo a bandeira de seu país!

O caminho pode começar em diversos lugares. Saint-Jean-Pied-de-Port foi o que escolhemos. Percorrer mais de 800 quilômetros não é tarefa fácil e muitos outros ainda começam na porta de sua verdadeira casa! Esta é uma tradição, principalmente entre holandeses e alemães. Alguns começaram em Paris ou em outras regiões da Europa. Neste caso, são meses e meses caminhando.

O Caminho de Santiago

Superação no Caminho

O Caminho de Santiago

Saint Jean Pied de Port

A nossa primeira etapa, dos Pirineus, já demonstra bem o que o caminho nos reserva. Um local onde variações climáticas ocorrem instantaneamente e as condições do caminho mudam em questão de minutos. O alto da colina é lindo e no alto das montanhas você também se sente mais livre.

 

O Caminho de Santiago

Pirineus

Os albergues são locais de confraternização e também servem como enfermarias. Não se preocupe com o idioma, de uma forma ou de outra, todos sempre se entendem e a comunicação acontece.

O norte da Espanha tem muita diversidade étnica, geográfica e de história também. Alguns pueblos já estão abandonados. Foncebadón, por exemplo, onde a guerra pela independência espanhola a deixou em ruínas, há somente uma tienda (loja) que atende aos turistas que querem conhecer a cidade devastada e deixar uma pedra na cruz de ferro, um pouco mais adiante. Cada pedra depositada ali possui um significado: sacrifício, penitência e agradecimento. Várias vidas estão representadas por pedras na base desta cruz.

O Caminho de Santiago

Cruz de Ferro

Um símbolo do Caminho, a Ponte da Rainha em Puente La Reina acaba nos mostrando dois mundos que se unem em forma de círculo, o material e o espiritual. Parte de cima é o cotidiano e o dia a dia, já o reflexo é o que temos por dentro, nossa espiritualidade. Diz a tradição que se gritarmos de cima da ponte, quando chegarmos em Finisterra ouviremos o nosso grito ecoar. Na foto abaixo não conseguimos registrar o reflexo da ponte na água.

O Caminho de Santiago

Puente La Reina

Não se preocupe com a sinalização do caminho. Ele é muito bem sinalizado e as setas amarelas e conchas (usadas na sinalização) estão por toda parte. A preparação psicológica deve ser sua maior preocupação. Até mais do que a preparação física. A ansiedade é a maior vilã da jornada, mas, a partir de um tempo caminhando ou pedalando, vai sendo deixada para trás e o ritmo constante traz paz de espírito.

A chegada é magnífica. A sensação de dever cumprido é uma emoção sem limites. Este ritual de chegada é milenar e celebra uma renovação espiritual. Muitos dizem que é a partir da chegada que o verdadeiro caminho começa. O caminho da vida. E se soubermos aproveitar o que o Caminho de Santiago tem a oferecer, podemos transformar muitas das nossas atitudes pelo resto de nossas vidas.

O Caminho de Santiago

Catedral de Santiago

Espero que o aprendizado nestes dias me conduza para melhores práticas no meu dia a dia para sempre.

Crédito das fotos Caminho de Santiago etapa 14: Antonio Romulo Jr., Daniel Diniz, Christiane Martins, Rafael Eudes e Henrique Imbertti

Veja galeria completa do Caminho de Santiago aqui abaixo:

Reserve seu hotel com a gente, vai!

Nosso blog tem parceria com a Booking.com. Uma reserva através do blog ajuda a mantê-lo pois ganhamos uma pequena comissão. O preço NÃO altera em absolutamente nada e você pode contar com a qualidade Booking.com em suas reservas. Com cancelamento GRÁTIS! É muito simples e seguro.

Clique em :

Booking.com – Hotéis em Santiago de Compostela  pela Booking.com

Booking.com – Hotéis em qualquer lugar do Mundo

Venha pra nossa Rede:

Facebook   Google+   Instagram     Pinterest   Twitter

Veja tudo sobre o Caminho de Santiago:

Caminho-01

Clique e veja nossos posts

Caminho-02

Clique e veja nossos posts

Caminho-03

Clique e veja nossos posts

Sobre o autor

Antonio JR

Sou um amante da natureza e de esportes outdoor. Corredor de montanha, sou um aficionado por trilhas e terrenos acidentados. Tenho um carinho por tudo que envolve arte e a música é outra atividade que me libera endorfina. Um apaixonado pelo mundo, acredito no poder transformador de cada viagem e com elas adquiro vivência e experiência para minha vida.

18 Comentários

  • Que lindo esse post, fico cada vez com mais vontade de fazer o Caminho também!! Você saberia me dizer quanto gastou, em média, pra fazer essa viagem? Quero começar a me programar 🙂

    • Ei Thais, tudo bem? Gastei 1600,00 reais de passagem aérea com taxas. Gasta-se 30 euros por dia de peregrinação ficando em albergues, comendo pratos peregrinos (muitos são ótimos) e fazendo lanches em padarias, mercearias e etc. Mobilidade Madri a SJPP 60 euros dependendo de como fizer o trajeto. Coisas como compras e lembrancinhas não estão incluídas. Nós temos um post que tem valores e também falamos de cada etapa que fizemos.. leia com calma porque tem muita coisa pra ser vista nesta viagem. Programação é tudo!
      Grande abraço e volte sempre!

  • Eu amei este post, achei incrível! Vou fazer o Caminho em final de Agosto 2015.Embora falte algum tempo, sinto que o caminho já sendo percorrido em minha alma. Sei que será maravilhoso! Obrigado pelo relato de sua alma!! Um grande abraço!

    • Muito obrigado pelo comentário e fico muito feliz quando um post chega ao seu objetivo, que é informar e tocar o leitor. Seu caminho já está aí.. passa muito rápido e pode ter certeza que a experiência vai ser única. ” Buen Camino” peregrina!

  • Emocionante ler sobre o Caminho e sobre a viagem deste grupo. Chega a ser contagiante esta energia…Alem do preparo mental e emocional, eh preciso muito preparo fisico?
    Abraco, Erika

    • Ei Erika, tudo bem? Que legal que curtiu nosso post. Sim, é preciso preparo físico mas principalmente mental. O físico se torna necessário pela quilometragem que você deverá percorrer diariamente. O mental pela necessidade de desapego. A saudade inicialmente é uma inimiga do caminho.

  • Ola, boa noite.. Encantador este post..Parabens!
    Estou com passagens compradas para fazer o caminho em Setembro, preciso muito saber sobre aluguel de bikes por la..ja pesquisei, mas tenho algumas duvidas sobre os alforjes, se alugam tambem os capacetes, tendo em vista que vamos fazer um tour depois qto menos coisas tiver que levar melhor…

    • Ei Sandra!!! Tudo bem? Então. Fomos em cinco pessoas. 3 alugaram, 2 não (foi o meu caso). No caso do aluguel, eles pagaram 260 euros por uma bike 26, com alforge de guidão, ferramentas e bomba de pneu. é possível alugar o kit completo incluindo os alforges também e outra coisa. Eles entregam na cidade de partida e você pode entregar onde for terminar (São Tiago ou Finisterra). Eu optei por levar pelo custo mas com certeza se você tem lugares para visitar pós Caminho, talvez alugar seja uma boa opção. Eu fui pra outros lugares, despachei minha bike para Madri e só peguei no dia que retornei para o Brasil. Em termos de custo fiz a coisa certa mas deu um pouco mais de trabalho.

  • Adorei! Me senti percorrendo o caminho. Quero muito! Dizem que o caminho nos chama, e chama mesmo. Já senti esse chamado, e ansiosa para começar minha peregrinação. Muita luz a todos que já começaram essa busca.

  • Q post incrível Antonio! Fiquei com lágrimas nos olhos!
    Estou indo de bike com meu marido agora em outubro/2015.
    Animadíssimos! Agora entendo o quanto é necessário a preparação psicológica. Estamos indo numa homenagem a meu pai que faz agora em outubro 10 anos de falecido e que tinha uma vontade incrível de fazer o caminho. Ele não pode fazer na época mas agora ele irá conosco. Estamos levando suas cinzas para deixar no caminho. Muito obrigada por sua colaboração com texto e imagens comoventes!

    • Nossa Vanessa! Um comentário desse é que me enche os olhos de lágrimas. Acredito que vocês estarão fazendo uma viagem inesquecível e certamente seu pai estará lhe acompanhando não só nas cinzas. Parabéns e Buen Camino!

  • Boa noite Antônio! Fiz o caminho Francês ano passado e me emocionei com seu relato. Este ano fiz parte do caminho de novo começando em Le puy. Muito lindo a França e muito simpáticos os franceses. Caminhar vicia e nos renova…
    Grata por compartilhar sua rica experiência.
    Abraços

  • Oi, Tony,
    Percebi que não tinha deixado meu comentário aqui para ti. Agora que o bichinho do Caminho me picou, seu texto chegou a tocar meu curacao com a certeza de que quero me jogar nesta Aventura. Já me vejo caminhando…
    Super bj e bom caminho, seja ele qual for!

Deixe um comentário