França

O que fazer em um dia em Annecy, a Veneza dos Alpes

Escrito por Túlio Moura

O que fazer em Annecy? A pequena e romântica cidade que é conhecida como “Veneza dos Alpes”. Isso por estar às margens do Lago Annecy e ser cortada por vários canais no centro histórico. Ela fica perto de Geneva, a capital Suíça e pertence ao distrito de Savoie.

Apesar de não ser muito grande, tem bastante fama e recebe milhares de turistas o ano todo. Passei apenas um dia na cidade, mas consegui conhecer as principais atrações e ainda almoçar em um bom restaurante e tomar alguns cafés e sorvetes.

Era fim do inverno, início da primavera. O clima ainda estava bem frio, mas os dias já ficavam mais longos e a temperatura mais quente durante o dia. Imagino que durante o verão seja a visita ideal se você quiser se banhar no lago Annecy e passear de barco pelos canais.

Pont des Amours e Lago Annecy

Cheguei cedinho e tomei um café em uma boulangerie que ainda estava abrindo. Depois passei pela Pont des Amours e cheguei ao parque Jardin de l’Europe, que fica bem na beira do lago.

Da ponte já é possível avistar quase todo o lago, é uma paisagem realmente romântica. Parar e admirar a bela montanha é, sem dúvidas, uma das minhas recomendações sobre o que fazer em Annecy.

 

O Lago Annecy é um dos mais famosos da França. De fato, as águas limpas e cristalinas aos pés da montanha são um elemento marcante. Na beira do grande lago ficam vários barcos ancorados. Inclusive alguns são restaurantes e até hotéis. Na ocasião de minha visita a cidade já estava florida e animada para a chegada da primavera.

 

Palais D’Isle

O principal cartão postal da cidade é o Palais D’Isle, que fica em uma ilhota formada pelo canal Thiou. É uma construção do século XII que foi utilizada como prisão na Idade Média, onde hoje funciona um museu de arquitetura.

 

Infelizmente, durante a minha visita o museu estava fechado para restauração e a fachada se encontrava toda coberta. Mas pude admirar as casinhas medievais da cidade antiga, coloridas em tons pastéis, muito semelhantes às cores de algumas cidades italianas.

Depois de conhecer os canais e visitar o lago, fui explorar a velha Annecy andando pela Rue Sainte-Claire. É uma longa rua com um comércio variado. Muitas lojinhas de roupas, artesanatos, doces e alguns museus. Se você gosta de fazer compras ou conhecer um pouco do mercado local, sem dúvidas essa é uma boa opção para fazer em Annecy.

 

O Castelo de Annecy

Subindo as íngremes rampas e escadarias que se espalham pela Rue Sainte-Claire se chega a outro cartão postal da cidade: o Castelo de Annecy. Foi construído no século XII e foi lar do Duque de Genebra.

É uma enorme construção sobre um rochedo e possui três torres principais: a torre da rainha, torre de saint-pierre e torre de saint-paul. Aos meus olhos, o castelo de Annecy parece maior que o de Chambèry, a capital de Savoie.

O castelo de Annecy é aberto a visitas turísticas. Para entrar, deve-se agendar uma visita guiada que geralmente acontece em horários fixos. Os ingressos são comprados na porta e custam cerca de 9€.

Comércio e Gastronomia

Annecy tem um excelente comércio. Em pouco tempo passei por lojas variadas que ficam pelas ruas charmosas e construções medievais. Roupas, sapatos, chapéus, souvenirs e sorveterias (as minhas preferidas).

Se sua visita for durante a primavera ou verão, provavelmente você vai ver muitas lojas e bancas vendendo sorvete artesanal. Não deixe de experimentar, são deliciosos e existem muitos sabores diferentes. Dependendo da sorveteria, é possível conhecer um pouco de como os sorvetes são feitos. Os atendentes geralmente são muito simpáticos e contam a história de seus produtos.

 

Falando em gastronomia, os restaurantes de Annecy são em geral muito chamativos. Confesso que andei bastante até decidir o que comer. Na França, caminhar por restaurantes é sempre irresistível. Fico na tentação de experimentar pratos típicos todos os dias, por isso escolhi o Café Saint-Antoine. O menu do dia incluía Moules-frites, prato comum do norte da França.

 

O clima de Annecy é excelente para degustar um bom vinho. Nesse dia, o garçom me ensinou uma coisa muito interessante. Quando pedi um vinho, ainda estava de dia e ele disse: “vin blanc pour se reveiller, vin rouge pour se coucher bien”, que em português quer dizer “vinho branco para acordar, vinho tinto para dormir bem”. Não sei se é verdade, mas achei curioso.

 

A cidade do Carrefour

As cidades francesas sempre carregam muita história. Por vezes nos deparamos com fatos curiosos que ocorreram em lugares inesperados. Uma curiosidade interessante sobre Annecy é que a palavra carrefour em francês significa cruzamento. E foi em um dos cruzamentos de Annecy que surgiu a primeira loja da rede Carrefour, criada pela família Fournier em 1959.

Em geral, achei um dia suficiente para conhecer a cidade. Checando os guias de turismo é possível descobrir algumas outras atrações, mas a cidade antiga me parece conter o maior número de opções. O resto da cidade não é tão chamativo aos turistas. São áreas habitacionais com pouco comércio e construções mais modernas.

Após passar o dia caminhando pela cidade antiga, fui em direção à estação de trem para voltar para Chambèry. A viagem de trem é sempre muito agradável, as belas paisagens inspiram muito, são os momentos em que mais penso sobre a viagem como um todo e, nesse dia, pensei muito sobre os canais da Veneza francesa.

 

Sobre o autor

Túlio Moura

Deixe um comentário

--