Sem categoria

O que fazer em Paris – experiências marcantes

coisas-para-fazer-em-paris
Escrito por Túlio Moura

“Se você quando jovem teve a sorte de viver em Paris, então a lembrança o acompanhará pelo resto da vida, onde quer que você esteja, porque Paris é uma festa ambulante”, disse Hemingway a um amigo, há muito tempo atrás.

 

A cidade das luzes, dos apaixonados, dos franceses-clichê com boina, camisa listrada e uma baguete debaixo do braço. Enfim, a cidade dos sonhos. A última coisa que queremos é ir embora, dormir ou mesmo sair de um lugar pra ir a outro. Ernest Hemingway estava certo.

Mas o que fazer em Paris? As opções são infinitas e se misturam ao deslumbre – principalmente se for a primeira vez. Nunca mais vou esquecer de quando vi a Torre Eiffel, foram muitos suspiros (ainda são).

Lá estava eu, passando aqueles planos do meu caderninho para a vida real, sem nem acreditar no que os meus olhos estavam vendo. Mas isso é assunto pra outra hora. Sabe esses planos que fazemos durante alguma espera, olhando para o alto e suspirando?

Preparei essa lista com algumas recomendações sobre o que fazer em Paris. Muitas são de graça e podem deixar o seu passeio ainda melhor.

 

1- Andar de Vélib (Vélo + liberté)

Se passear de bicicleta por qualquer cidade é muito melhor, imagina em Paris? Todos aqueles monumentos ganham um olhar diferente com um ventinho no rosto. As bicicletinhas Vélib estão espalhadas por toda a cidade e muitas pessoas as utilizam diariamente.

Além de somar o prazer de uma bicicleta ao sentimento de liberdade, é uma forma de deixar a viagem mais barata (e emocionante).

O que você precisa pra isso?

Para fazer um passeio de bicicleta em Paris, basta um cartão de crédito (com chip), juízo, conhecer as leis de trânsito e respeitá-las. Quando você aluga uma bicicleta, o sistema cobra 150 euros de caução. Se você devolver no tempo certo, o dinheiro é devolvido para a sua conta.

Minha dica é baixar o aplicativo e assistir aos vídeos tutoriais do site oficial.

 

2- Passear pelo Rio Sena

Seja de bicicleta, caminhando ou de barco, separe um tempo da sua viagem para ver a cidade a partir do rio que corta Paris. São vistas ainda mais charmosas e sempre cheias de surpresas.

Além das pontes e monumentos, às margens do Rio Sena ficam várias bancas que vendem livros, flores, arte etc. Se você der sorte, conseguirá ouvir a música tocada pelos músicos de rua. Inclusive, essa é outra atração que eu recomendo.

Se for passear de Bateaux Mouches, tente encontrar um ingresso por um preço mais em conta. Existem diferentes tipos de passeio que incluem vinhos, jantares e guias.

O passeio que fiz foi noturno e incluía uma garrafa de vinho. Valeu a pena.

 

3- Não fugir dos clichês

coisas-para-fazer-em-paris-torre-eiffel

Não fuja dos passeios mais “batidos”. Se tiver vontade, faça. Afinal, é o seu momento.

Só se lembre que as horas valem ouro e o que você menos quer é perder tempo (acertei?). As filas costumam ser enormes e super entediantes. Às vezes um passeio alternativo pode ser mais interessante. Tudo depende do seu tipo de turismo.

Minha dica é acordar cedo e comprar ingressos antecipados. No Louvre, por exemplo, cheguei uma hora antes da abertura e já estava bem cheio (mesmo com ingressos). Não se iluda, é impossível ver tudo em um dia. Além disso, comer e beber em pontos turísticos pode custar um preço salgado.

 

4- Se perder na cidade

coisas-para-fazer-em-paris-se-perder

Não tenha medo! Pegue o metrô ou uma vélib e saia sem rumo, pare onde mais te chamar atenção e voilá! Vai ver uma Paris completamente diferente do que imaginava.

Geralmente ficamos presos nos locais mais turísticos e acabamos nos restaurantes e lojas pega-turistas (que são caros e não tão bons). Foi assim que minha amiga-guia me levou nos melhores lugares.

Duas das melhores descobertas: o Le Loir dans la Théière e o Sans Culottes. O primeiro, um salão de chá com clima de Alice no País das Maravilhas e um menu delicioso (recomendo a torta de limão). O segundo, um bar que chamou atenção e foi uma ótima escolha. Afinal, cerveja boa e barata é sempre bem vinda, não é mesmo?

 

5- Faça compras nos Marchés

A França e seus mercados! As montanhas de queijos, vinhos, produtos frescos e flores vão te levar para uma viagem para aguçar todos os sentidos! O segredo dos mercados, além do clima perfeito, são os produtos frescos e artesanais.

Os shoppings podem ser verdadeiros atrativos, você consegue encontrar bastante coisa. Mas não deixe de provar um bom vinho e comer os queijos (vin et fromage para os franceses) enquanto ouve as músicas dos artistas de rua e se encanta com todo o mercado pitoresco. É a melhor forma de conhecer a cultura local.

O Marché d’Aligre foi o meu preferido. Ele fica na Place d’Aligre, no 12° arrondissement

 

6- Visite os museus pouco famosos

coisas-para-fazer-em-paris

Museu de perfumes, de culturas extra-européias, da Idade Média. Enfim, se você já leu o post sobre os museus mais inusitados de Paris já sabe que não é só o Louvre e o Museu D’Orsay que merecem a sua atenção. O Museu Carnavalet, por exemplo, é um belíssimo lugar que conta a história da capital francesa.

A dica aqui é para os museus municipais: são todos gratuitos!

 

7- Visitar os cemitérios

coisas-para-fazer-em-paris-cemiterio

Os campos sagrados são verdadeiros museus a céu aberto. As lápides são compostas por monumentos e epitáfios bem bonitos. Além disso, em alguns deles você pode visitar túmulos famosos como o de Edith Piaf, Jim Morrison, Oscar Wilde, Proust e Balzac (todos no Cemitério Père Lachaise).

Se você também é fã de peregrinações musicais, com certeza vai incluir um dos cemitérios na sua lista. A entrada é gratuita e são lugares muito interessantes.

Todo o romantismo de Paris se estende sobre um passado mórbido que pode ser visitado nas catacumbas. Os túneis subterrâneos foram feitos no século XVIII, com restos mortais de parisienses que morriam e não cabiam nos cemitérios.

 

8- Explore Montmartre

À primeira vista, o Sacre Cœur vai arrancar suspiros e o Moulin Rouge vai render algumas fotos. Mas o bairro boêmio guarda muitos outros pontos interessantes.

A Place des Tertres é uma parada obrigatória para quem gosta de arte. Ali ficam vários pintores e desenhistas, além de bares e restaurantes super charmosos. Aproveite para seguir a dica 4, até as pessoas são diferentes em Montmartre.

Outra recomendação é o Muro do ‘Je T’aime’, onde a palavra está escrita em vários idiomas.

Tenho certeza que você vai se encantar por Paris. Ande sempre com uma câmera fotográfica e esteja com o coração e o corpo abertos para receber tanta novidade. No fim, a saudade vai apertar e você não vai ver a hora de voltar.

E você? Já fez alguma dessas opções? Quais são suas dicas sobre o que fazer em Paris?

 

Sobre o autor

Túlio Moura

Deixe um comentário

--