Pucón

O que fazer em Pucón – Aventura em lindos arredores!

O que fazer em Pucón
Escrito por Antonio JR

O que fazer em Pucón – Aventura em lindos arredores

A magia dos arredores:

Pra quem acha que a pequena cidade de Pucón ofereça somente uma paisagem maravilhosa e uma aventura pelo Vulcão Villarica se engana completamente. Os arredores de Pucón podem oferecer diversão, descanso e outras inúmeras oportunidades.

Tem muita coisa pra ser visto por lá. O interessante é que você alugue um carro se você não tiver tanto tempo para se aventurar. Ônibus locais te levam pra qualquer parte a um custo muito baixo, mas se você tiver com esposa, namorada ou amigos vale muito dividir um carro.

Alugamos um carro e partimos em direção ao roteiro traçado no dia anterior com o pessoal do hostel (sobre o hostel veja: Muitas paisagens, clima bucólico e muito carisma. Muita coisa do que programamos antes da viagem para se ver em  Pucón estava descrito ali no roteiro.

O que fazer em Pucón

Caminhos e arredores – O que fazer em Pucón

Começamos o dia pelo Rio La Plata. Conhecemos o lugar (que sinceramente não tinha nada demais a não ser uma estradinha estreita com um rio cercando os dois lados da pista) e seguimos para Salto Carileufu. É comum encontrar pelos lados de Pucón, algum lugar de visitação que esteje fechado por se tratar de uma propriedade particular. Foi o que aconteceu. Não conseguimos conhecer, pois esbarramos em uma porteira com cadeado cerrado.

A próxima parada seria Ojos de Carburgua. Muito linda a queda d’agua. O lugar também pertence a uma propriedade particular e nos cobraram o valor de CLP 1000 para entrarmos com o carro. O carro te leva até muito próximo da queda d’água. Como disse em outros posts é possível chegar aos arredores com micro-ônibus, basta descobrir a empresa que faz o trajeto e também o horário de saída e retorno. Fotografias tiradas, um lanche feito e seguimos nosso roteiro.

O que fazer em Pucón

Ojos de Carbugua – O que fazer em Pucón

Nosso próximo destino seria o Lago Carbugua, mais precisamente a Playa Negra. No caminho passamos por um tradicional ponto turístico que é a imagem de um cristo. Pelos assentos que vimos em frente à cruz, provavelmente existem cerimônias que acontecem por lá. É ao céu aberto. O interessante é que quando paramos para orações observamos que outras pessoas estavam lá. Depois de uns 30 minutos, chegamos ao Lago Carbugua. Achei simplesmente demais. Lá estão a Playa Negra e também a Playa Blanca. Como fomos no inverno, encontramos poucas pessoas desfrutando ou conhecendo este maravilhoso lago, sendo que na Playa Blanca tudo estava fechado e sombrio. A descida para esta “praia” parecia com o cenário da filme O monstro do lago Ness (rs). Ficamos principalmente na Playa Negra e com certeza tiramos inúmeras fotos.

O que fazer em Pucón

Lago Carbugua – O que fazer em Pucón

O que fazer em Pucón

Lago Carbugua – O que fazer em Pucón

O que fazer em Pucón

Lago Carbugua – O que fazer em Pucón

Ficamos por aproximadamente uma hora na Playa Negra e só passamos pela Playa Blanca. Saímos em direção ao Termas já no final de tarde. Na ocasião tínhamos duas opções de escolha: a primeira seria o Termas de Huiffe e a outra seria o Termas Los Pozones. Ambos muito próximos um do outro. Segundo indicação o primeiro seria muito estruturado com grandes piscinas aquecidas (para quem não saiba, os termas são poços ou piscinas que possuem águas naturalmente aquecidas), estrutura de bar, aluguel de toalhas e jogos. O segundo era mais rústico com poços em pedras e com visual maravilhoso. É claro que há diferença de preços entre eles também.

Optamos pelo Termas Los Pozones. Logo de cara vimos que era muito rústico mas como estávamos animados e muito bem dispostos a enfrentar esse ambiente, descemos as escadarias bem animados. Como já era final de tarde o frio já começava a incomodar.

O que fazer em Pucón

Los Pozones – O que fazer em Pucón

O lugar é muito lindo! Passa um rio com um grande volume de águas logo ao lado e o ambiente rústico com águas bem calientes favorecia esse cenário de filme de época. Mas não contávamos com a falta de estrutura para trocas de roupas e acessos. A “casinha” onde trocávamos era de madeira e quase sem iluminação. Não havia guarda-volumes. As baias onde trocávamos (algumas) não tinham sequer trava de porta. Era muito frio e o que estava sendo alegria passou a ser desesperador na hora de ir embora. Se você gosta de ambiente natural E sem estrutura, recomendo! Mas se não gosta de um ou de outro, tenho certeza que será mais feliz em outro Termas.

No dia seguinte, fizemos a subida ao vulcão como está descrito no post: A deslumbrante subida ao vulcão Villarica.

O que fazer em Pucón

Trekking Vulcão Villarica – O que fazer em Pucón

Outro atrativo para quem gosta de se aventurar em trekking é conhecer o Parque  Huerquehue. Com vista maravilha é o maior parque da região e tem quedas d’águas e também cenários lindos. Como o parque é muito extenso, é interessante que você defina qual lugar você gostaria de ver e quanto tempo você gostaria de caminhar (todas as distâncias são grandes). Logo na entrada, tem uma guarita com um funcionário que passa todas as dicas necessárias. Passei uma tarde inteira por lá. Desta vez, como fui sozinho e já estávamos mais com o carro alugado, fui de ônibus intermunicipal. A empresa é a Buses Carbugua e valor da passagem (ida e volta) foi de CLP 3.600,00. Lembrem-se que o cambio da época foi de 250 CLP = 1 R$.

O que fazer em Pucón

Parque Huerquehue – O que fazer em Pucón

O que fazer em Pucón

Parque Huerquehue – O que fazer em Pucón

O que fazer em Pucón

Parque Huerquehue – O que fazer em Pucón

O que fazer em Pucón

Lugares para se conhecer:
Base do Vulcão Villarica
Subida ao Vulcão Villarica
Playa Rio Plata
Ojos de Carbugua
Lago Carbugua
Playa Negra
Playa Blanca
Parque Nacional Huerquehue

Saltos (Cachoeiras):
El Claro
Carileufu
Bellavista
Los três Saltos
Mariman, dentre outros

Termas:
Termas de Huiffe
Los Pozones (?)
TErmas de Palguín
Termas Liucura
Termas Peumayen
Termas de Panqui, dentre outros.

Esportes de aventura:
Rafting
Hidrosped
Rapel
Parapente
Pesca Esportiva

Reserve seu hotel com a gente , vai! Sem custo adicional, claro!

Nosso blog tem parceria com a Booking.com. Uma reserva através do blog ajuda a mantê-lo pois ganhamos uma pequena comissão. É valido lembrar que o PREÇO NÃO ALTERA, ou seja, você não paga nada a mais por isso e você pode contar com a qualidade Booking.com em suas reservas. Com cancelamento grátis! É muito simples e seguro.

Clique em :

Booking.com – Frontera Pucón pela Booking

Booking.com – Hoteis em qualquer lugar do Mundo 

Venha pra nossa Rede:

Facebook   Google+   Instagram

Veja mais sobre Pucón:

A deslumbrante subida ao vulcão Villarica

Muitas paisagens, clima bucólico e muito carisma

Quer saber mais sobre nossa viagem ao Chile 10 dias? Leia nossos outros posts:

Frutillar – Cidade que respira música e cultura

Puerto Varas – Brisa constante que parece vir do vulcão

Santiago – Bela cidade com maravilhoso postal de fundo.

Santiago – Hospedagem, ski, compras e dicas complementares

Vaparaíso – Região portuária e de grande importância econômica

Viña del Mar – O mar banhado por flores

Sobre o autor

Antonio JR

Sou um amante da natureza e de esportes outdoor. Corredor de montanha, sou um aficionado por trilhas e terrenos acidentados. Tenho um carinho por tudo que envolve arte e a música é outra atividade que me libera endorfina. Um apaixonado pelo mundo, acredito no poder transformador de cada viagem e com elas adquiro vivência e experiência para minha vida.

5 Comentários

  • Olá! Gostaria de deixar uma dica para os leitores. Aluguei um carro em março de 2014 no aeroporto de TEMUCO para viajar até PUCON com a locadora AVIS. O carro oferecido estava com defeito onde não ligava o GPS, além de pneus velhos. Na vistoria nos cobraram pneus novos além de outras cobranças indevidas! Os funcionários são muito despreparados e grosseiros. Cuidado com a AVIS no Chile!

    • Tudo bem Danielle? Muito bom saber disso para que nossos leitores se informem deste triste episódio e possam tomar estes cuidados. É bom também, se forem de ônibus, confirmarem a passagem com um bom tempo antes do embarque. Tivemos problemas por causa da fácil devolução. Tem funcionários dentro das cia de ônibus que podem querer levar vantagem. Um grande abraço e muito obrigado por participar!!!

  • OLÁ ANTONIO, ADOREI SEU POST E GOSTARIA DE ALGUMAS DICAS.
    ESTAREI VIAJANDO SOZINHA EM JANEIRO/16 PARA PUCON E COM CERTEZA VISITAR ESSE VULCÃO É ALGO QUE NÃO PODE FICAR DE FORA DO MEU ROTEIRO.
    PODERIA ME INFORMAR TAMBÉM QUAL O PREÇO MÉDIO, PARA QUEDA LIVRE? ALGUNS SITES INFORMARAM QUE EM PUCON TEM MUITO, MAS NENHUM DELES, É TÃO CLARO. SE PUDER ME AJUDAR, AGRADEÇO.
    OUTRA COISA, IR AO VULCÃO PELO TELESFERICO, É MAIS BARATO? MAS CONSEGUE IR AO TOPO?
    AGUARDO SUA RESPOSTA.

    • Ei Helen, desculpa a demora para responder. Eu tinha até respondido mas parece que foi postado devido um problema que tive no blog. Tive que restaurar e sua resposta não estava aqui. Então…. o vulcão infelizmente está fechado e sem data para reabertura. O teleférico é só uma parte… a grande parte é caminhando caso tivesse aberto. Grande abraço!

Deixe um comentário

https://retrip.com.br/dicas-de-frutillar/--